Portal Expressiva

EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

[Ver Mais]

Você está em Região

[voltar]

São Joaquim se consolida como segunda maior economia da Serra

Com Valor Adicionado (VA) de mais de R$ 582 milhões, São Joaquim praticamente se consolida como o segundo município de economia mais forte na Serra Catarinense. É o que revela o assessor de Movimento Econômico da Amures Adilsom de Oliveira Branco, que fez apresentação dos números aos prefeitos em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (11), no auditório da MidiLages, na Uniplac.

O que explicou Adilsom Branco é que o VA corresponde à formação das riquezas geradas pelas empresas em determinado período e sua respectiva distribuição. E nesse contesto São joaquim vinha mantendo uma taxa média de crescimento anual e desde o ano passado ultrapassou Otacílio Costa, que ocupava a segunda posição no ranking das maiores economias regionais.

Hoje, Otacílio Costa aparece com Valor Adicionado da ordem de R$ 580 milhões e Lages lidera absoluta com mais de R$ 4.3 bilhões representando mais de 50% de toda movimentação econômica da Serra Catarinense.

O salto econômico de São Joaquim é associado a crescente produção de maçã e a industrialização da fruta. Somam-se a produção de pecuária e a atividade da vitivinicultura como alicerces na solidificação da economia joaquinense.

Durante a reunião dos prefeitos foram apresentados os últimos números da economia regional com base no monitoramento realizado pela Amures junto a Secretaria de Estado da Fazenda e às empresas que geram o VA.

De acordo com Adilsom Branco, somando os trabalhos das fases de auditoria, recursos e solicitações de correções feitas diretamente aos contadores da empresas, se conseguiu recuperar este ano cercar R$ 403.4 milhões em VA para a região.

 

Prodetur+Turismo

 

A reunião dos prefeitos teve apresentação também, do Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo – Prodetur + Turismo, pela assessora de Turismo da Amures Ana Vieira. Ela explicou que os projetos e ações aptos a serem beneficiados pelo Prodetur + Turismo serão identificados com o Selo + Turismo, indicativo de alinhamento da proposta com a Política Nacional de Turismo, com o Plano Nacional de Turismo 2018 - 2022 e com as diretrizes do programa.

“Os municípios que obtiverem o Selo + Turismo terão prioridade para acessar recursos do Ministério do Turismo”, frisou Ana Vieira. Sobre a estruturação do setor, ela falou que haverá acesso a linhas de financiamento com prazos e juros diferenciados de instituições como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Uma parte da reunião dos prefeitos foi destinada ao subcomandante do 5° Batalhão de Bombeiros Militar, Mateus Muniz Corradini, que falou da estruturação dos bombeiros na região e da importância das parcerias com as prefeituras. O Reitor da Uniplac Kaio Henrique Coelho do Amarante participou da reunião e colocou a insitutição como parceira dos municípios para projetos de desenvolvimento regional.

O diretor executivo do Consórcio de de Meio Ambiente – Cisama, Selênio Sartori e do Consórcio de Saúde Nalú Júlio, também tiveram espaço na reunião dos prefeitos para tratativas de assuntos internos das respectivas instituições.


Oneris Lopes 

[Ver Mais Notícias]