Portal Expressiva

NAS BANCAS EDIÇÃO DE DEZEMBRO


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Diretran faz campanha de[...]

Predomínio de sol na maior parte[...]

Entidades encaminham documento pedindo o fim do processo contra produtores da Coxilha Rica

  • 11-12-2018
  • O Sindicato Rural de Lages, em conjunto com outras entidades de classes e forças políticas da região, encaminhou na última sexta-feira (7), ao superintendente do Ibama em Santa Catarina, Jorge Luiz Acioli, um completo documento, que pede, principalmente, que o Ibama encerre e arquive todos os procedimentos abertos com as notificações e suspenda todos os embargos, reconhecendo a juridicidade da situação da indústria de agronegócio de Santa Catarina, quanto ao plantio em campos pastoreados ou modificados. Propõem também, de que se for do interesse dos órgãos ambientais, em modificar a situação jurídica atual, que seja através de um trabalho de política ambiental; com debate público; criação normativa; educação ambiental; divulgação e concessão de prazo para adequação.

    O mesmo documento lembra que, caso a ação seja levada adiante com autuação de produtores e impedimento do exercício de suas atividades econômicas, haverá o desencadeamento de gravíssimos efeitos econômicos e jurídicos, como a ruina de inúmeros produtores rurais, porque o valor da multa pode superar o valor das próprias terras e impagável, além da cadeia de endividamentos e quebras dos produtores. A prevalecer o entendimento de que todas as extensões das áreas rurais somente poderão ser utilizadas para pastoreios e contemplação lúdico/turística todo o território do Planalto Catarinense estará praticamente transformado em uma gigantesca área de conservação e sem indenização a quem comprou com o objetivo de produzir.

    Portanto, as entidades ressaltam a existência de uma situação de insegurança quanto a sustentabilidade das indústrias do agronegócio, proteína animal, papel e celulose. Segundo o foi explicitado no documento, a questão envolve bilhões de reais em movimentações financeiras na Região Serrana, e em todo o estado. Neste mesmo documento, estão detalhadas todas as obrigações legais impostas a proprietários e produtores rurais quanto ao uso das florestas e campos desde os anos 50 até os tempos atuais, e que, inclusive, incluem todas as providências documentais.

    A preocupação das entidades é de que nunca se falou em licenciamento ambiental e autorização de corte de vegetação não florestal, tampouco sobre a necessidade de obtenção de autorização junto à FATMA/IMA para supressão de vegetação que não seja classificada como floresta. Pelo contrário, os produtores foram sempre orientados e cobrados pelo INCRA e pela Receita Federal para comprovarem produtividade de suas áreas, a qualidade de produção e controles sanitários. Jamais, em qualquer desses procedimentos foi exigida a licença ambiental e autorização de supressão de gramíneas. “Isso nunca foi feito porque a legislação estadual, simplesmente não prevê esse tipo de autorização”, ressalta o presidente do Sindicato Rural, Márcio Pamplona.

  • Comentários
  • Inter realiza neste sábado segunda peneira para as categorias sub-11 e sub-13

  • 11-12-2018
  • O Inter de Lages realiza neste sábado (15/12), às 14h, a segunda peneira para identificar jovens talentos para as categorias sub-11 e sub-13 do clube. A seletiva será no campo do Sesi, no bairro Gethal.

    Para participar, os garotos, nascidos entre 2006 e 2009, precisam estar acompanhados por um adulto responsável. É necessário levar RG do adulto e da criança, além de material de jogo. A peneira é gratuita. Quem esteve na primeira avaliação, realizada no início do mês no campo do bairro Habitação, pode também participar da segunda.

    O clube também fará seletivas para as categorias sub-15 e sub-17, mas apenas no início do ano que vem. As datas ainda serão definidas. Mais informações pelos telefones (49) 99955-8882 (Rodrigo) e (49) 99948-9373 (Rosinha).

     

  • Comentários
  • A graciosidade das bailarinas e a ousadia da gaita-ponto

  • 11-12-2018
  • Elas pisam suavemente no palco e aos poucos, no compasso da canção, flutuam como se estivessem nas nuvens de algodão. Contudo, a fragilidade de meninas que parecem ser de porcelana, se confundem aos passos marcantes e firmes, e aos gestos disciplinados e requintados das garotas da Movere Centro de Danças e do Colégio Bom Jesus Diocesano, com participação de cerca de 120 dançarinas com idade entre cinco e 38 anos. Todo este charme foi visto na quarta noite de espetáculos do Natal Felicidade 2018.

    Quem não foi perdeu um show de meninas que devem ter escapado das caixinhas de música. Apresentar-se para o grande público com collant, saia de tule, coque minuciosamente feito e maquiagem de fada é a vontade de milhões de garotas mundo afora, e as garotas de Lages representaram bem. E quem disse que balé é só para meninas de pouca idade? Nada disso. O balé adulto também arrebatou corações e deixou a plateia boquiaberta com sua leveza e detalhes. “As pessoas puderam prestigiar os pontos fortes do balé, como a disciplina, foco, determinação e a fantasia do encantamento nas cores, efeitos, expressões corporais e faciais”, descreve a professora Areta Campos.

    Entre os sucessos interpretados nas coreografias desta noite estiveram do grupo Abba, Sonho de Ícaro, Caderno, Aquarela, Paciência, Carinhoso, Happy, Rolling in the Deep, Rain Drops, Música de Natal, Rainha e Mercedita. Algumas estrelas fizeram o acompanhamento no vocal, como os cantores Éder Goulart, Ariane Duarte, Hemerson Albuquerque e Antônio Lugon. O balé (do francês ballet) é um estilo de dança originado nas cortes da Itália renascentista durante o século XV, e que se desenvolveu ainda mais na Inglaterra, Rússia e França como uma forma de dança de concerto.

    A nutricionista Manoela Salmória assistiu de camarote as três apresentações da filha Maitê, de dez anos. A menina faz aulas de danças desde os três anos e atualmente se dedica ao balé e ao street jazz. “Eu assisto e me sinto realizada, até porque ser bailarina era o meu sonho quando pequena. Minha filha mais velha, Mariana, de 13 anos, não quis fazer dança. Tem outras vocações. A dança é linda, permite várias possibilidades de viajar sem sair do lugar. É bonito para quem faz, é belo para quem vê.”

    Já o prefeito Antonio Ceron pontua o valor da simplicidade e dos bens imateriais elencados pelo nascimento de Jesus Cristo. “Natal é sentimento, é a valorização dos nossos artistas, uma mensagem destes anjinhos que sobem ao palco dividir o que de melhor sabem fazer. Temos somente a agradecer. As pessoas receberam as atrações de bom grado. O Natal nos Bairros hoje no Guarujá estava lotado e o Largo da Catedral está lindo. Nós nos propusemos, junto à equipe da Fundação Cultural, Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, e apoiadores, a invadir os corações utilizando a técnica e a sensibilidade. As famílias e turistas são todas convidadas a mergulhar na magia do Salão Encantado do Papai Noel na Praça João Ribeiro, onde a imaginação vai longe, a conhecer o Carrossel de Renas e o artesanato na Casa da Mamãe Noel, enfim, tudo que está à disposição.” Ceron destaca a humildade em convidar as pessoas que levam o nome de Lages a outros rincões a brilhar na terra natal. “Lages não pode perder sua essência e deve reconhecer seus artistas genuínos. Foi assim que fizemos com o resgate do tradicionalismo na Festa do Pinhão e é nesta linha que estamos trabalhando.”

    O superintendente da Fundação Cultural, Gilberto Ronconi lembra que os aplausos são para os artistas locais que atenderam ao chamado. “O objetivo era este, trazer a família para a Praça a notar as crianças e suas habilidades, alunos da Escola de Artes, do Programa Lages Melhor, grupos de dança, de escolas estaduais e particulares. O público está respondendo bem e tem vindo em peso prestigiar os shows.” 

    E abre a gaita, gaiteiro! 

    Instrumento inconfundível na cultura da Serra Catarinense, a gaita teve seu espaço de “floreio” reservado nesta noite de segunda-feira, com o Projeto Fábrica de Gaiteiros, desenvolvido no Centro Cultural Vidal Ramos, administrado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). A ideia compreende um projeto social criado pelo músico Renato Borghetti, uma parceria entre o Instituto Renato Borghetti de Cultura e Música e o Sesc em Santa Catarina. São atendidos garotos e garotas de sete a 15 anos de idade e em 2018 comemorou-se dois anos de execução da iniciativa em solo lageano.

    Criado pelo músico gaúcho Renato Borghetti, o Projeto é voltado à educação musical de crianças e jovens, através do ensino do acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente na região Sul do Brasil como gaita de oito baixos ou gaita ponto, seguindo metodologia do premiado Borghetti. A atividade é oferecida gratuitamente através do Programa de Comprometimento com a Gratuidade (PCG), para crianças e jovens de sete a 15 anos, matriculados na escola.

    O Natal Felicidade 2018 é promovido pela prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural de Lages (FCL) e Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, entre outras pastas municipais, e com a parceria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A Havan é a patrocinadora master, além dos patrocínios do Ministério da Cultura/Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), Klabin, GTS do Brasil, Supermercados Myatã e Martendal, Flex Relacionamentos Inteligentes, Idaza e American Oil. Apoio da Polícia Militar.

    NATAL FELICIDADE NO LARGO DA CATEDRAL NESTA TERÇA-FEIRA (11):

    20h: Núcleo Lages Melhor - Santa Mônica

    20h30min: Karen Kriss Ballet Adulto e Infantil

    21h: Coral Infantil Escola de Artes

    21h30min: Ana Paula - Gospel 

    Texto: Daniele Mendes de Melo/Fotos: Nilton Wolff

  • Comentários
  • Otacílio Costa é o município que mais pontuou na saúde pública em 2018

  • 11-12-2018
  • O prêmio Mérito Mais Saúde na Serra Catarinense, criado pelo governo do Estado através da Agência de Desenvolvimento Regional-ADR Lages, 26ª Regional de Saúde e Regional de Regulação Hospitalar, foi entregue na noite de sexta-feira (7), no plenário da Câmara de Vereadores de Lages.  Reconhecer os esforços dos municípios e instituições da região serrana em ofertar aos usuários do sistema público de saúde um serviço gratuito e de qualidade e de acordo com os ideais do Sistema Único de Saúde (SUS), foi o objetivo do evento.

    Segundo o gerente regional da saúde, Aloísio Piroli, os critérios adotados para avaliar as ações desenvolvidas pelos municípios foram baseados nos indicadores de desempenho apresentados à Gerência Regional de Saúde e Hospitalar ao longo de 2018.  Piroli disse que foram levados em consideração os seguintes itens: atenção básica, tratamento fora do domicílio, vigilância epidemiológica, vigilância sanitária, controle, avaliação e auditoria, assistência farmacêutica e regulação hospitalar. “Estes resultados possibilitaram estabelecer um ranking entre as instituições avaliadas que deram origem a duas formas de premiação: certificados de honra ao mérito e certificados de reconhecimento pelos serviços prestados”, informou.

    Ao parabenizar os homenageados, o secretário da ADR, Juarez Mattos, que no ato representou o governador Eduardo Pinho Moreira, disse que reconhecer o trabalho daqueles que se doam em momentos difíceis da vida é mais do que justo. “Vocês  não  ajudam apenas na cura, não levam apenas conforto e confiança aos doentes e seus familiares,  vocês  vão bem mais , pois, são semeadores da esperança”, destacou.

                            As mais pontuadas

    As cinco secretarias da saúde que se destacaram em razão dos indicadores, resultados e ações empreendidas no âmbito da saúde pública e que atingiram as maiores pontuações e receberam certificados de honra ao mérito foram: 5o lugar - Bom Jardim da Serra, com 131, 25 pontos, 4o lugar - Anita Garibaldi, com 143,50 pontos, 30 lugar - São José do Cerrito, com 145,25 pontos, 2o lugar- Lages, com 146, 25 pontos e 1o lugar - Otacílio Costa, com 160,25 pontos.

     Sessão solene homenageou ainda  com  certificados de reconhecimento pelos serviços prestados  os hospitais  da região,  Samu, Pronto Atendimento, Consórcio Intermunicipal de Saúde e demais secretarias municipais de saúde. Os trabalhos desenvolvidos pela deputada federal Carmen Zanotto, tanto na esfera federal, estadual e municipal, também foram reconhecidos sendo a parlamentar homenageada com o certificado do Mérito Mais Saúde.

    Fizeram ainda parte da mesa de autoridades o presidente da Câmara de Vereadores, Luiz Marin, o prefeito de Otacílio Costa, Antônio Carlos Zilli e a presidente da Comissão Intergestores Regional, Terezinha Branco de Moraes.

     

    Assessoria de Comunicação - ADR/Lages - Carla Reche

  • Comentários
  • Equipe de atletismo de Lages na maior prova de revezamento do Brasil

  • 11-12-2018
  • Pela primeira vez, Lages será representada na Volta à Ilha, considerada a maior prova de revezamento do Brasil e que deve atrair em 2019, cerca de quatro mil atletas de todo o país. A prova acontecerá dia 13 de abril e completará a 24º edição, com percurso de140 km.

    Passando por trilhas, morros, asfaltos e areias de 25 praias de Florianópolis, a equipe lageana composta por dez atletas corredores de rua foi sorteada para participar do evento. E há chance real de conquista entre os melhores lugares no pódio. Os trechos da prova serão divididos de acordo com as habilidades, conhecimento e preparo físico de cada um atleta.

    A equipe de atletismo Lages terá como representantes: Adriano Xavier, Alessandro Schwinden, Daniel Farias, Daniel Malinoski, Fernando Santos, Filipe Godoy, Rafael Donde, Robson Rodrigues, Saulo Oliveira e Osni Branco. Eles estão focados em treinamentos fortes para superar as adversidades da prova.

    Integram a equipe de atletismo de Lages, os triatletas Fernando dos Santos e Alessandro Schwinden, além dos recordistas de corrida de 5 Km, Adriano Xavier e de 10 km, Filipe Godoy, atletas campeões nos desafios em subida de serras e corridas trail.

    O grande desafio da equipe não está sendo somente de treinamentos duríssimos para enfrentar o revezamento. Mas de busca de patrocínios, já que a prova é a maior da América do Sul, sendo necessários alguns dias na ilha de Florianópolis. 

    A Prova 

    Para participar do Revezamento Volta à Ilha é preciso estratégia e muita organização da equipe, com pelos menos seis meses de antecedência. O objetivo dos atletas é completar uma volta de 140 km, ao redor da ilha de Florianópolis, num período máximo de 15 horas e 30 minutos.

    Haverá 18 pontos de troca pela ilha, onde o trânsito não é fechado em momento algum. Para algumas equipes o maior desafio e conseguir fazê-la no menor tempo possível e para outras conseguir terminar a tempo, antes que o Portal de Chegada se feche.

    As primeiras equipes largam às 4h15min da madrugada, com saída e chegada no trapiche da avenida Beira-Mar Norte.
    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Alunos do projeto Lages Melhor dão um show no Natal Felicidade

  • 10-12-2018
  • O Largo da Catedral Diocesana ficou lotado na noite deste domingo (9 de dezembro). Pais, mães, tios, tias, irmãos e irmãs. Todos estavam visivelmente orgulhosos e emocionados com as apresentações de dança dos alunos do projeto Lages Melhor, vinculado à Escola de Artes Elionir Camargo Martins, da Fundação Cultural de Lages. Subiram ao palco do Natal Felicidade as crianças e adolescentes dos núcleos do bairro Habitação e São Francisco.

    A mãe Simone Krause, do São Francisco, conta que a filha Isabelly Krause Silva, participa desde o início do ano das aulas de balé do Lages Melhor. “Minha filha era muito tímida e envergonhada, principalmente quando tinha que apresentar algo em público. Ela chegava a chorar. Depois que começou a participar das aulas de balé ela mudou muito. Está mais solta e se relaciona muito bem com os amigos. Este projeto é maravilhoso”, disse empolgada.

    A pequena Isabelly estuda no período da tarde e à noite faz as aulas de balé. “Vou ligeirinho para casa no final da tarde, troco minha roupa e vou para as aulas do projeto. Gosto muito da dança”, contou a aprendiz de bailarina.

    O projeto Lages Melhor conta com aproximadamente 500 pessoas inscritas em oito núcleos na cidade: bairro Habitação, São Francisco/São Paulo, Vila Maria, Santa Mônica/Caroba, Penha, Guarujá, Praça do CEU (no bairro Universitário) e Salto Caveiras. São aulas gratuitas de violão, canto, balé clássico, street dance, manequins e modelos. Este é o segundo ano do projeto Lages Melhor. Sua meta é descentralizar a oferta da arte e cultura. Já está garantida a continuidade no ano que vem, e as aulas devem reiniciar em março. O projeto é aberto a todos, sem distinção de gênero ou idade.

    Quem fechou a programação de domingo (9) do Natal Felicidade foi o Coral Vozes da Liberdade com o espetáculo Cantata de Natal. Este projeto já atua há 18 anos em Lages. Neste ano houve a participação do tenor, o Pe. Carlos Pamplona, vigário da Igreja Nossa Senhora da Saúde, no bairro Guarujá. O repertório foi composto por músicas natalinas, todas interpretadas pelas crianças que estudam nas Escolas Municipais de Educação Básica Mutirão (bairro Habitação), Santa Helena e Fausta Rath (Vila Mariza) e que participam do Coral. “Nosso espetáculo inicia com a Anunciação do Anjo para Maria”, disse a coordenadora do Coral e maestrina, Marisa Bunn.

    O Natal Felicidade 2018 é promovido pela prefeitura de Lages, através da Fundação Cultural de Lages (FCL) e Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo, entre outras pastas municipais, e com a parceria da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A Havan é a patrocinadora master, além dos patrocínios do Ministério da Cultura/Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), Klabin, GTS do Brasil, Supermercados Myatã e Martendal, Flex Relacionamentos Inteligentes, Idaza e American Oil. Apoio da Polícia Militar.

    Programação

    Nesta segunda-feira (10 de dezembro) as apresentações do Natal Felicidade, no Largo da Catedral, iniciam às 20 horas com o Projeto Fábrica de Gaiteiros (SESC); às 20h30 é a vez da Movere Centro de Danças.

  • Comentários
  • Porteira Adentro já beneficia 95 famílias do interior de Lages

  • 10-12-2018
  • “Sou a favor de projetos como este que realmente beneficiam as pessoas que desejam trabalhar, escoar aquilo que produzem. Na cidade meus filhos também participam das aulas do projeto Lages Melhor com dança e música. São ações como estas que nos deixam mais tranquilos, pois no campo temos infraestrutura e na área urbana nossos filhos estão sendo muito bem cuidados”. Foi assim que a professora e moradora da localidade de Pedras Brancas, Vanderléia Cristina Vieira definiu os trabalhos da administração municipal, na manhã deste sábado (8 de dezembro), durante o ato de entrega de mais nove propriedades que foram beneficiadas com o programa Porteira Adentro, da Prefeitura de Lages, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca. O ano de 2018 fecha com 95 famílias no interior do município que já receberam as obras de patrolamento, cascalhamento e drenagem do Porteira Adentro.

    De acordo com o prefeito Antonio Ceron, que esteve presente no ato de entrega dos serviços, apoiar a produção agropecuária do município é um trabalho de suma importância para o desenvolvimento rural. “Eu sempre digo que o interior não é problema, é a solução. Por isso, vamos continuar investindo em serviços que tragam mais infraestrutura para o produtor rural”, disse.

    O secretário municipal de Agricultura e Pesca, Osvaldo Unicini, lembrou que o Porteira Adentro é um programa amparado em Lei do Executivo Municipal, aprovado na Câmara de Vereadores e que legaliza a execução de obras de melhorias nas estradas de acesso às propriedades rurais, ou seja, além da porteira.

    Para o produtor Osni Ribeiro e sua esposa Salete Duarte Ribeiro, este trabalho realizado pela prefeitura atende uma reivindicação de no mínimo 11 anos. “Nenhum prefeito fez isso por nós neste tempo todo. Agora temos estradas de qualidade para que possamos trafegar e entrar e sair das nossas propriedades com mais conforto e segurança”, comentaram.

    Ampliação da rede de energia

    Durante o ato de entrega dos serviços do Porteira Adentro, o prefeito Antonio Ceron, após ter conhecimento do caso, determinou ao secretário Osvaldo Unicini o estudo de  viabilidade, em parceria com a Celesc, para ampliação da rede de energia elétrica da localidade de Pedras Brancas. Esta ação depois de concretizada irá beneficiar muitas famílias que ainda não possuem a rede em suas propriedades e que atualmente fazem uso de geradores para suprir suas demandas e necessidade.

    Texto: Ari Junior/Fotos: Ari Junior e Toninho Vieira

  • Comentários
  • Mais nove pessoas foram contempladas no 3° sorteio do Natal Premiado 2018

  • 10-12-2018
  • Aconteceu na manhã deste sábado (08) no Calçadão da Praça Túlio Fiúza de Carvalho o terceiro sorteio do Natal Premiado 2018. Foram sorteados R$ 10 mil em vales-compras, sendo seis no valor de R$ 500,00, dois de R$ 1.000,00 e um de R$ 5.000,00.

    Na oportunidade, o presidente da CDL Lages Marcos Tortelli premiou oficialmente os consumidores do último sorteio, realizado no dia 01 de dezembro. O Sr. Vilson Liria, 49 anos, foi um dos contemplados e faturou o maior prêmio do dia, R$ 5 mil. Ele diz que preencheu apenas dois cupons e que não esperava ganhar devido a grande quantidade de cupons que já estavam na urna . “Não tem explicação. Nunca ganhei nada e  para mim é motivo de muita alegria, vou pegar esse valor e reformar a minha casa”, ressalta.

    Ao todo serão seis sorteios com R$ 100 mil em prêmios, sendo R$ 70 mil em vales-compras e o prêmio final, um carro zero quilômetro. Serão 60 consumidores premiados e a cada cupom sorteado o vendedor indicado também recebe uma premiação em dinheiro.

    Os próximos sorteios ocorrerão nos dias 15 (Praça da Igreja do Rosário - Bairro Coral), 22 e 27 de dezembro (Calçadão da Praça Túlio Fiúza de Carvalho), todos às 11h da manhã..

    Confira abaixo quem foram os ganhadores, empresas e prêmios sorteados neste sábado, 08 de dezembro.

    - Rita Brustolin - Supermercado Alvorada 1 -  R$5.000,00

    - João Gil Sobrinho -  Supermercado Martendal - R$1.000,00

    - Andreia Ap. Ferreira - Zago - R$1.000,00

    - Orlando Pinto Marcelino - LM Jóias   - R$500,00

    - Solange A.F. Souza-  Pittol Calçados - R$500,00

    - Luan Ribeiro  - EVM Eletricidade  - R$500,00

    - Aroldo Antunes Branco- Supermercado Milênio - R$ 500,00

    - Sirley Ribeiro Reis - Supermercado Martendal - R$500,00

    - Teresinha G.S da Rosa - Supermercado Martendal - R$500,00

  • Comentários