Portal Expressiva

A PARTIR DE AMANHÃ NAS BANCAS


EVENTOS

Blogs e sites Parceiros

Mais uma Carreata de apoio aos[...]

Previsão do Tempo - Epagri/Ciram

Casan se compromete em audiência pública ampliar estrutura de abastecimento de água

  • 08-06-2017
  • Preocupada com a qualidade da água da Casan que abastece a população, a prefeita de Palmeira Fernanda Córdova mobilizou a comunidade para uma audiência pública na Câmara de Vereadores, na noite desta terça-feira (06). E recebeu a confirma de que a estatal não só ampliará a capacidade do armazenamento de água, como ampliará a estrutura da rede de abastecimento.

    As reclamações da comunidade levaram a prefeita a solicitar à Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – Aris, um relatório detalhado da qualidade da água. O resultado da análise físico, químicas e bacteriológicas resultou na audiência que questionou a qualidade da água.

    “Tivemos várias reuniões com a direção da Casan em Florianópolis e levamos a reclamação da população sobre a turbidez e a falta da água. O relatório da Aris revelou também, a limitação na captação e de armazenagem da água. Em consequência a qualidade da água está abaixo do esperado e agora abrimos caminho para uma solução definitiva”, relatou a prefeita.

    Fernanda Córdova disse que a gestão participativa indica o que deseja a comunidade e a problemática da água é uma solução que começa a ser construída. A engenheira analista de fiscalização e regulação da Aris Cláudia Zanetti disse que dia 4 de maio iniciou a fiscalização em Palmeira e foram realizadas várias constatações, que estão em poder da prefeita.

    O superintendente regional de negócios subserra Casan, Vilmar Tadeu Bonetti, disse que a produção e a qualidade da água são objetivos da companhia. E foi taxativo ao afirmar que a água tem de atender aos padrões de potabilidade. “A Casan não tem nada a esconder e por recomendação do presidente da Casan Valter Gallina vamos suprir a necessidade da comunidade”, afirmou.

    Perguntas da população foram dirigidas à mesa de autoridades e tiradas várias dúvidas sobre ampliação, qualidade e captação da água que abastece o município. Sugestões foram colhidas e encaminhadas à direção da Casan e em 30 dias a companhia apresentará projeto de melhorias no abastecimento de Palmeira.

    Também participou da audiência, o vice-prefeito Sandro Masselai, presidente da câmara Ronaldo Vieira de Jesus, diretor executivo do Consórcio Serra Catarinense – Cisama, Selênio Sartori e a fiscal sanitária da secretaria de Saúde de Palmeira, Katiane Aparecida Campos de Souza.

     

    Capacidade limitada de abastecimento

     

    A população de Palmeira consome em média 4,5 litros de água por segundo. A estação tem capacidade de tratar 5 litros por segundo. Um poço artesiano foi perfurado com capacidade inicial de três litros por segundo, mas hoje, produz apenas 1,5 litro por segundos e desta forma, a estação de tratamento não consegue tratar adequadamente a demanda de consumo do município.

    O projeto já autorizado pela Casan prevê ampliar a capacidade de a estação de tratamento dobrar a capacidade do reservatório que é de 50 metros cúbicos. Este encaminhamento é o que se dará a partir de agora com o máximo de brevidade. 


    Oneris Lopes 

  • Comentários
  • Sinalização nas rodovias estaduais será reforçada para garantir segurança dos usuários

  • 08-06-2017
  • O Governo de Santa Catarina reforçará a sinalização nas rodovias estaduais atingidas pelas chuvas em todas as regiões para garantir a segurança dos usuários e profissionais que trabalham nas obras de recuperação. 

    A determinação do governador Raimundo Colombo foi informada na tarde desta quarta-feira, dia 7, pelo presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), engenheiro Wanderley Agostini, durante reunião com o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages, João Alberto Duarte.

    Wanderley relatou que os principais problemas nas rodovias da região se concentraram na SC-114, entre Lages e Painel, com duas barreiras já removidas; na SC-112, entre Urupema e Rio Rufino, com uma barreira já removida e outros cinco adensamentos com fissuras; na SC-370, entre Painel e Urupema, com uma barreira já removida e um adensamento com fissura; na SC-110, na Serra do Panelão, em Urubici, com um adensamento de pista com degrau; na mesma SC-110, entre Urubici e Vacas Gordas, com duas barreiras já removidas; e na SC-350, entre Alfredo Wagner e Ituporanga, com uma queda de terceira pista.

     

    Investimentos nas rodovias ajudaram a reduzir os problemas

     

    Durante a reunião na tarde desta quarta-feira, Wanderley Agostini e João Alberto Duarte discutiram a utilização da fábrica de placas do Deinfra, localizada junto à ADR de Lages e uma das maiores do Estado, para reforço na sinalização das rodovias.

    “Estamos fazendo um levantamento das rodovias e agindo com uma grande força-tarefa para medidas imediatas a fim de garantir a trafegabilidade, mesmo que em meia pista. Agora teremos uma ação mais forte para reforçar a sinalização, especialmente nos trechos afetados. Existem algumas rodovias totalmente interditadas porque a água ainda está sobre o asfalto, e tão logo seja possível, vamos atuar também nessas estradas. Paralelamente, é necessário haver conscientização e responsabilidade por parte dos usuários para coibir o excesso de peso e velocidade. Afinal, o compromisso com a vida é de todos”, disse o presidente do Deinfra.

    “O Governo do Estado está investindo mais de R$ 4 bilhões nas rodovias. São quase 200 obras que somam dois mil quilômetros, praticamente um terço da malha viária catarinense. A nossa região é uma das mais contempladas, com trabalhos importantes em todas as estradas, e essas ações ajudaram muito a reduzir os estragos e os transtornos à população”, concluiu o secretário da ADR Lages.

  • Comentários
  • Acil abre inscrições para o Programa de Gestão e Vivência Empresarial

  • 08-06-2017
  • Em tempos de crise é preciso focar nos diferenciais competitivos para gerar resultados positivos para a empresa e identificar as oportunidades do mercado.

    A fim de oportunizar conhecimento e preparar seus associados para as constantes alterações do mercado e para identificar as ameaças existentes e assim buscar novas oportunidades de crescimento, a Associação Empresarial de Lages (ACIL) traz a Lages o Programa de Gestão e Vivência Empresarial (PGVE) da Fundação Empreender.

    O PGVE é um programa de desenvolvimento gerencial, que visa oportunizar métodos, informações e conhecimentos atualizados, capazes de contribuir para potencialização de habilidades como liderança, domínio da tecnologia, bem como promover a vivência de competências essenciais ao negócio e a rede de relacionamentos, fatores que contribuem para a conquista do sucesso pessoal e da competitividade empresarial.

    O programa é composto por oito módulos com duração de 12 horas casa, desenvolvido ao longo de doze meses, onde serão abordadas as seguintes disciplinas: Liderança e Metas, Gestão de Pessoas, Inteligência Comercial, Estratégia Empresarial, Planejamento e Controle Financeiro, Análise de Demonstrativos Financeiros, Modelos de Tomada de Decisão e Sustentabilidade do Negócio.

    A realização do PGVE é uma parceria entre ACIL, Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC), Fundação Empreender e Unisociesc. O valor do investimento é de 12 parcelas de R$ 338,00 e a previsão para o início do PGVE é para o mês de junho. Mais informações pelo telefone 49 3251.6611.

  • Comentários
  • BR-282 interditada no sentido São José do Cerrito

  • 08-06-2017
  • No final da tarde desta segunda-feira (05) a BR-282 em São José do Cerrito foi totalmente interditada por medida de segurança devido a uma rachadura no asfalto. Hoje foi feita uma nova vistoria pela nossa reportagem, não só o asfalto está comprometido, o entorno também.

      Quem precisar se deslocar para Campos Novos, Vargem, inclusive o São José do Cerrito somente via Curitibanos.

    Fotos Luiz Augusto Varela

  • Comentários
  • A pedido de Carmen, comissão visitará unidades socioeducativas de Lages e Chapecó

  • 07-06-2017
  • A comissão especial da Câmara que debate a revisão das medidas socioeducativas do Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca) aprovou ontem, requerimento de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC) em que solicita visita do colegiado às unidades de atendimento de Lages e Chapecó (SC).
     
    “Para discutir a revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente, é fundamental conhecer, in loco, o dia a dia dos adolescentes nestas unidades de atendimento”, reforçou a parlamentar.
     
    O deputada também pede que seja realizada audiência pública no estado para debater o assunto com representantes da Secretaria da Justiça e Cidadania; das Comissões do Socioeducativo do CEDCA; da Criança e do Adolescente do Conselho Seccional de SC/Ordem dos Advogados.
     
    Também serão convidados o juiz da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Lages, Alexandre Takashima; o promotor de Justiça e coordenador do CIJ de Santa Catarina, Marcelo Wagner; e a coordenadora-geral do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Elaine Paes.
     
    Fotos: Agência Câmara

  • Comentários
  • Seminário Regional sobre o Marco Regulatório discute aspectos da nova Lei

  • 07-06-2017
  • A prefeitura de Lages, através da Comissão Especial para a Implementação da Lei 13.019/14, no âmbito municipal, em parceria com a Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures) promovem durante esta quarta-feira (7), o 1º Seminário Regional sobre o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil. O vice-prefeito Juliano Polese, o procurador geral do Município Agnelo Miranda e demais representantes de secretarias municipais e entidades participaram da abertura do Seminário, realizado no auditório da Associação Empresarial de Lages (ACIL).

    A Lei do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil estabelece o regime jurídico das parcerias entre a administração pública e as entidades e é o resultado de uma ampla discussão de órgãos governamentais e a sociedade civil. Com isso, se extingue o estabelecimento de convênios, os quais foram substituídos pelos termos de colaboração e termos de fomento. “Este instrumento legal traz mais transparência na aplicação dos recursos públicos e nos critérios de partilha”, comentou o vice-prefeito Juliano.

    De acordo com a organização do Seminário, o evento tem como objetivo promover um espaço de informação e debate sobre os principais aspectos da nova Lei, instrumentalizando gestores, trabalhadores de políticas públicas, agentes políticos e, principalmente membros das organizações da sociedade civil. “Aqui temos a oportunidade de encontrar mecanismos legais para que as entidades possam continuar seus trabalhos junto à comunidade”, explicou o procurador geral do Município, Agnelo Miranda.

    O Seminário Regional sobre o Marco Regulatório teve o apoio também da Câmara de Vereadores, Federação Catarinense dos Municípios (Fecam), Escola de Gestão Pública (Egem), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Sebrae e ACIL.

     

    Palestrantes

     

    O 1º Seminário Regional sobre o Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil contou com a participação dos seguintes palestrantes: Erli Camargo, Leonardo Arena, Alexandre Alves, Geraldo José Gomes e Lauro Santos.

     

    Fotos: Ari Junior  

  • Comentários
  • Banco da Família em evento no México

  • 07-06-2017
  • O Banco da Família participa do Meeting 2017 SPTF – Social Perfomance Task Force – Força Tarefa de Desempenho Social www.sptf.info, que acontece de 6 a 8 de junho na Cidade do México. O objetivo do encontro é desenvolver e promover padrões e boas práticas para a gestão de desempenho social.  

    Isabel Baggio, presidente do Conselho de Administração e Geórgia Schmidt, diretora Administrativa do Banco da Família, já confirmaram presença. Para Isabel Baggio o principal objetivo desse sistema é colocar o cliente no centro da estratégia e das operações, “ vamos entender como o mundo desenvolve produtos e serviços tendo clientes e funcionários tratados de forma responsável, monitorando o balanceamento do desempenho social e financeiro”.  

    Ela lembra que fornecer serviços financeiros de forma transparente, justa e segura, oportunizando o acesso ao crédito a população de menor renda, é o que prevê a gestão de desempenho social, através do financiamento inclusivo responsável. Segundo Geórgia "a Força Tarefa de Desempenho Social vai contribuir com a busca de estratégias que tornarão os serviços financeiros mais seguros e mais benéficos para os clientes". 

    O Banco da Família vem sendo apontado como referência no cenário nacional das microfinanças e a sua participação num evento desse porte vem ratificar a eficiência de sua gestão.

  • Comentários
  • Sicredi apresenta proposta de parceria à Acil

  • 07-06-2017
  • O gerente da Cooperativa de Crédito SICREDI, Eduardo Monteiro, participou da reunião da diretoria da ACIL, realizada no último dia 05 de junho. Na ocasião, ele apresentou aos empresários a proposta de um convênio que visa fomentar o associativismo e o cooperativismo.

    A ideia é conceder linhas de crédito com taxas de juros diferenciadas, sendo as condições mínimas ser associado da ACIL e do SICREDI. “Buscamos convergir ações através do relacionamento local, acompanhando a evolução das atividades com vistas ao desenvolvimento”, destacou Monteiro.

    O presidente da ACIL, Sadi Montemezzo, agradeceu a oportunidade e disse que pretendem firmar a parceria entre as instituições.

    O SICREDI chegou em Lages há oito anos. Hoje conta com 4 cooperativas na cidade e com 5186 associados. Em 2016 administrou 65 milhões de reais e distribuiu um total de 430 mil reais de resultados em conta corrente.

  • Comentários